Usado

Nilton Bonder - A Alma Imortal

Antes: 19 reais con 99 centavos
18 reais con 19 centavos 9% OFF

em 4x 5 reais con 08 centavos

Envio para todo o país

Saiba os prazos de entrega e as formas de envio.

Último disponível!

Garantia

Compra Garantida com o Mercado Pago

Receba o produto que está esperando ou devolvemos o seu dinheiro

Garantia da loja

Sem garantia

Meios de pagamento

Boleto parcelado em até 12x

Mercado Crédito

Cartões de crédito

Pague em até 4x!

Mastercard
Hipercard
Elo
Visa

Cartões de débito

Mastercard Débito
Elo Debito
Visa Débito

Pix

Pix

Boleto bancário

Boleto

Características principais

Título do livroA Alma Imortal: Traição e tradição através dos tempos
AutorNilton Bonder
IdiomaPortuguês
Editora do livroRocco
Ano de publicação1998
Tampa do livroMole

Outras características

  • Quantidade de páginas: 136

  • Gênero do livro: Religiosidade,Tradição

  • Tipo de narração: Análise Crítica

  • Altura: 21 cm

  • Largura: 14 cm

  • Peso: 178 g

  • ISBN: 8532508766,9788532508768

Descrição

A Alma Imoral: Traição e tradição através dos tempos

Livro em bom estado com algumas marcas à lápis

"Em sua obra mais conhecida, o rabino Nilton Bonder lança mão de uma série de parábolas judaicas para destrinchar dois impulsos naturais humanos: o da perpetuação e o da ruptura. Através de uma exposição brilhante e reveladora, o autor nos faz perceber que, ao contrário do que geralmente pensamos, tradição e transgressão, continuidade e mutação, assim como religião e biologia, não estão em campos opostos. O mais fantástico, conclui o rabino, é que, embora sejam paradoxais, estas ideias estão sempre interligadas. O livro parte de um pressuposto: vivemos em um mundo que redescobre o corpo e, portanto, necessita de uma nova linguagem para descrever a natureza humana. Baseado em textos sagrados, Bonder nos remete a um paraíso onde os únicos mandamentos eram "multiplicar-se" e lidar com a questão da "transgressão". A consciência humana foi formada, conclui o rabino, desta descoberta fantástica de que nossa tarefa não é apenas procriar, mas, nas condições certas e na medida certa, transcender a nós mesmos."